XIV Congresso UNIAPAC Latino-Americano- Montevideo 2022

Ocorreu, nos dias 28 e 29 de abril, o XIV Congresso da UNIAPAC Latino America realizado no maravilhoso hotel SOFITEL- Cassino Carrasco, na cidade de Montevideo.

Foi um evento de grande conteúdo e com reflexões de fundamento no tema empreendedores Cristãos e o trabalho digno.


Estiveram presentes entidades de empresários Cristãos do México, Chile, Argentina, Honduras, Bolívia, Colômbia, Brasil e Uruguai (em grande número).


O presidente da UNIAPAC Mundial, Bruno Bobone prestigiou o evento. No dia abertura do evento, o excelentíssimo presidente do Uruguai, Sr. Lacalle Pou esteve presente e decretou o Congresso como de utilidade pública.


A seguir, um resumo dos temas tratados e conclusões do Congresso:

• Empresários latino-americanos defenderam a promoção do trabalho decente e a transformação para uma economia sustentável

• Durante o segundo dia do XIV Congresso Latino-Americano da UNIAPAC, participantes e expositores discutiram o futuro do mercado de trabalho e trocaram experiências sobre como gerar empresas mais sustentáveis.

• Promover condições de trabalho para que os colaboradores atuem com empenho e visualizem o seu propósito de vida no local de trabalho, é uma das principais convicções a que chegaram os empregadores.

• Com base nos valores cristãos, o Congresso enfatizou a necessidade de contribuir para o bem comum, protegendo e incorporando os setores mais desfavorecidos do mundo do trabalho, investindo na formação e reconversão de novos perfis de trabalho.

Montevidéu, Uruguai, 29 de abril de 2022. No segundo e último dia do XIV Congresso Latino-Americano da UNIAPAC: Responsabilidade do empresário na realidade atual da América Latina, realizado no Hotel Sofitel, a reflexão focou na importância de promover o trabalho decente e uma economia humana e sustentável.

Conclusões e aprendizados

No encerramento do encontro, o presidente da UNIAPAC Internacional, Bruno Bobone, afirmou que “o que saiu deste Congresso é muito forte, pois nos desafia à ação. Você tem que mudar. Saímos daqui com a convicção de que todos estamos convencidos de que a mudança para ser mais humano implica cuidar das pessoas, e isso acontece conosco depois da pandemia.”

“Fiquei muito impressionado com a ideia de que o empresário não se envolve em política, é muito confortável ficar de fora, não se preocupar muito, investir apenas no que é importante para mim, mas não impedir o que posso fazer para que o que vem é bom", opinou.

“Temos uma oportunidade única. Acredito que a ACDE e a UNIAPAC são duas das organizações que mais podem contribuir para essa mudança. Devemos ser ativos, humanizar e criar uma nova economia”, valorizou.

Gigi Cavalieri, da UNIAPAC Latino-Americano, destacou que o encontro constituiu “uma oportunidade maravilhosa. Nunca havíamos realizado um Congresso no Uruguai e isso para nós é um privilégio.


Após a pandemia, é nosso primeiro reencontro, uma chance de estarmos juntos novamente, fora das telas.

“Eu me pergunto, mudar para quê? Se não tivermos um propósito, ele não se concretizará. Por isso, a UNIAPAC tem propósitos e valores humanos que não são apenas cristãos, mas universais”, destacou.

“Temos que sair daqui com valores e princípios: os mesmos que falamos com nossos filhos, vamos falar com nossos colaboradores. Sair daqui com propósitos, com coisas concretas. Falamos de salários dignos, mas em muitas empresas temos uma lacuna muito grande entre o primeiro salário e o último, sabemos valores de 600 vezes mais entre o maior e o menor salário dentro de uma empresa, temos que repensar isso”.

Rosario González Stewart, da ACDE Uruguai, lembrou que “o Papa nos exortou a sermos fiéis aos nossos princípios, também a crescer em criatividade, e nos disse para não ter medo. Nós, como empreendedores, sabemos muito sobre correr riscos e que o que fazemos nas empresas é crescer. Trabalhemos, não tenhamos medo, assumamos compromissos. Vamos olhar para esses riscos e procurar mitigá-los."


“Deste Congresso tiramos o que faremos em nossas empresas amanhã e as ações que compartilharemos e continuaremos executando. Quando falamos de ações, também não quero me distanciar do Papa, pois as ações têm que ser verdadeiras, justas e eficazes. Temos que caminhar para o mesmo lugar. Resta-nos os compromissos e responsabilidades que terão de ser internalizados em cada uma das organizações para que isso transcenda e tenha impacto”, concluiu.


Por fim, convidaram a participar da Conferência Internacional da UNIAPAC, que acontecerá de 20 a 22 de outubro de 2022, em Roma (Itália).


Texto de Arq. Klaus Bohne




Posts Recentes

CONFIRA NOSSA AGENDA!