top of page

Café da Manhã com Prof. Dr. Carlos Alberto Di Franco

Na quarta-feira (10/05), a ADCE SP recebeu o Prof. Dr. Carlos Alberto Di Franco para o café da manhã de maio. Carlos Alberto é Bacharel em Direito e especialista em jornalismo brasileiro e comparado, além de Doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra. Atua como presidente do conselho diretor do CEU-ISE Business School e como diretor da Di Franco Consultoria em Estratégia de Mídia. Ainda se dedica aos cargos de colunista do jornal O Estado de S. Paulo, Gazeta do Povo e diversos jornais brasileiros.

O tema da palestra de Carlos Alberto é muito necessário nos dias de hoje e ninguém melhor para conduzi-lo com maestria:

"O impacto da imprensa na formação de opinião e o que os líderes podem fazer para contrapor os desvios ideológicos".

Carlos Alberto iniciou sua fala mencionando que estamos vivendo uma fase de mudança cultural avassaladora e o jornalismo passa por uma crise devido a estas transformações. Grande parte dessa mudança se dá pelo enxugamento do setor e chegada das redes sociais e a consequente perda da hegemonia das audiências jornalísticas. Além disso, a internet também promove o fenômeno do desinteresse pela mediação entre a informação e o consumidor. Porém, mesmo com essas grandes mudanças, a responsabilidade de estabelecer as pautas sociais ainda é da mídia tradicional.

Para manter a responsabilidade e autoridade do jornalismo, Carlos Alberto argumentou que é preciso recuperar o equilíbrio entre informação, denúncia e o jornalismo propositivo, além de pensar também na qualidade e não quantidade da informação produzida, listando algumas armadilhas do jornalismo que devem ser evitadas:

  • Isolar-se do mundo, da realidade cotidiana do consumidor da informação;

  • Protagonismo dos jornalistas, tornando-os mais importantes que a informação;

  • Jornalismo de registro, ou seja, falar mais sobre o que se passa entre os políticos do que sobre o que acontece no “Brasil real”;

  • Jornalismo de dossiê, o dossiê deveria ser um ponto de partida e não um ponto de chegada;

  • Pré-julgamento do jornalista, é preciso ter ética em relação aquilo que se informa;

  • Editorialização do noticiário, é preciso dar menos opinião e mais informação;

  • Invasão desproporcionada da privacidade. A invasão da privacidade só deve ocorrer quando aquilo que é feito na vida privada pode impactar os interesses públicos.

Após apontar as armadilhas do jornalismo, Carlos Alberto também propôs algumas “receitas” para a qualidade do trabalho do jornalista, sendo elas:

  • Humildade;

  • Coragem moral;

  • Dignidade sob pressão;

  • Falar menos e ouvir mais;

  • Foco no leitor;

  • Jornalismo independente, tanto de pessoas quanto de ideologias.

Calos Alberto ainda propôs uma conversa entre os participantes a respeito do tema, que certamente gerou muito engajamento daqueles que estavam presentes, debatendo temas como financiamento público em empresas de comunicação, direito autoral de plataformas digitais, fake news, ataque às instituições democráticas e ética.

A ADCE SP agradece o Prof. Dr. Carlos Alberto Di Franco pela sua disponibilidade em compartilhar seu grande conhecimento acerca do tema de maneira tão responsável e fundamentada.

Agradecemos os nossos apoiadores: CIEE, Grupo Asamar, CSul, Capitalismo Consciente Brasil, Supermercados Hirota e C.R.E.S.C.E.R.


Para conferir a palestra completa, clique abaixo.


Comentarios


Posts Recentes

CONFIRA NOSSA AGENDA!
bottom of page